Como Investir com Segurança: 6 Dicas para Diminuir os Riscos!

Primeiramente, se você deseja saber como investir com segurança, é importante ter em mente que isso é possível com muito planejamento e diversificação da carteira. Além disso, estude o mercado e escolha ativos de baixo risco, mantenha uma reserva financeira e procure fazer investimentos de longo prazo. Não se esqueça de sempre avaliar os riscos e buscar a orientação de profissionais do mercado financeiro.

É importante ter em mente que além de saber como investir com segurança. Você precisa saber analisar se a instituição financeira escolhida  para fazer os investimentos é regularizada. Além de confirmar se o ativo é garantido pelo FGC. Procure não aplicar todo o seu dinheiro em apenas um modelo de investimento e se mantenha atento a todas as mudanças que acontecem no mercado financeiro e de investimentos. 

Quando se trata de dinheiro, sabemos que a segurança é a prioridade da maior parte das pessoas. Isso porque ninguém gosta de perder dinheiro por aí, não é mesmo? Por esse motivo, muitos acabam deixando de aproveitar excelentes oportunidades por medo de ter prejuízos e acabar perdendo todo o dinheiro. Sendo assim, neste artigo separamos algumas dicas de como investir com segurança para te ajudar a entender melhor esse processo. Acompanhe todas as informações para aplicar em sua vida e ver o dinheiro crescer. Boa leitura!

 Como investir com segurança: Afinal, por onde começar?

investimentos mais seguros - como investir com seguranã
Investir com segurança garante o sucesso dos seus investimentos (Fonte: reprodução)

Em primeiro lugar, antes de aprender de fato como investir com segurança, é importante que você saiba como investir pouco dinheiro ou muito de forma eficiente. Veja a seguir algumas possibilidades disponíveis no mercado financeiro que podem te ajudar a ir além da tradicional poupança e alcançar seus sonhos.

1- Tesouro Direto

Primeiramente, uma das principais opções para quem deseja sair do baixo rendimento da poupança, é o Tesouro Direto. Sendo assim, esse famoso programa foi criado por meio de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a Bolsa de Valores do Brasil. Visando permitir a compra de forma online de títulos públicos federais por pessoas físicas. Essa se trata de uma excelente opção para quem está começando a investir agora e não possui muito dinheiro inicialmente. Além disso, o Tesouro Direto é uma opção bem prática e exige valores bem abaixo do mercado.

Sem contar que tudo é feito pela internet, para isso basta você ter uma conta em uma corretora que seja cadastrada no Tesouro Direto e escolher qual opção de título mais chama a sua atenção. Como falamos anteriormente, esse investimento não exige muito dinheiro. Afinal, a partir de R$30 reais já é possível realizar investimentos no Tesouro Direto. Além disso, essa é uma opção muito segura porque é garantida pelo Governo Federal. 

Para abrir sua conta no Tesouro Direto e acessar todos os benefícios oferecidos pela instituição, basta acessar o site oficial e se cadastrar de forma gratuita (https://portalinvestidor.tesourodireto.com.br/cadastro-simplificado).

2- Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Pode ser que o gerente da instituição financeira na qual você frequenta tenha te oferecido algum CDB. Isso porque se trata de um título de Renda Fixa emitido pelos próprios bancos. Dessa forma, digamos que essa é uma espécie de empréstimo que você faz com a instituição. Entretanto, ao contrário do que geralmente acontece: Neste caso é você quem irá emprestar o dinheiro para a instituição. 

No final do prazo estabelecido, você receberá seu dinheiro de volta, além de todos os juros que ele rendeu durante esse período. O mais interessante nisso tudo é que você não precisa se preocupar com a questão da segurança do seu dinheiro. Afinal, todo CDB conta com a garantia de qualidade do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

3- Letras de Crédito (LCI e LCA) – Como investir com segurança

As Letras de Crédito Imobiliário ou do Agronegócio, também conhecidas como LCI e LCA são bastante procuradas pelos investidores brasileiros que estão em busca de conciliar a segurança e boa rentabilidade. Além disso, a boa notícia é que esses modelos de investimento também contam com a garantia do FGC. Sem contar que a isenção do Imposto de Renda é um  grande atrativo para quem deseja fazer investimentos sem pagar por tributos.

4- Bolsa de Valores – Como Investir com Segurança

Achou mesmo que a Bolsa de Valores não estaria na lista de investimentos seguros? Isso jamais aconteceria. Afinal, investir na bolsa de valores também pode acabar sendo bem menos arriscado do que você pode imaginar. É claro que esse investimento está diretamente ligado à Renda Variável. Ou seja, nesse caso ele acaba oferecendo mais riscos do que as opções de Renda Fixa que falamos anteriormente.

Contudo, esse não deve ser o motivo que irá te fazer desistir de negociar ações entre outros ativos da bolsa. Isso porque como acabamos de falar, existem outras maneiras de suavizar os riscos e aproveitar o grande potencial que esse mercado tem para oferecer.

Como investir com segurança?

Já que a principal ideia aqui é falar sobre como investir com segurança. Não tem como não deixar de falar de algumas empresas que atuam diretamente na fiscalização e organização do mercado financeiro no Brasil. Além de algumas práticas que são importantes para tornar tudo isso possível.

1- Diversifique sua carteira – Como investir com segurança

Procure montar uma carteira de longo prazo fazendo uma diversificação de setores. Em seguida, utilize seus aportes mensais para conseguir manter essa carteira sempre abastecida. Sendo assim, isso significa definir um potencial de participação que cada ativo terá em seu patrimônio. Além de acompanhar toda variação de valores, para que cada um deles permaneça dentro do percentual pré-definido.

Além disso, adicionar uma nova empresa só porque se trata da “ação do momento” pode acabar não sendo a melhor forma de utilizar seu dinheiro. Afinal, se você possui uma carteira montada utilizando alguns critérios, seja fiel ao seu planejamento que foi montado  pensando em cada detalhe. E também valorize todo o tempo que tirou para estudar e acompanhar mais de perto o mercado financeiro.

Isso porque não é porque todos os investidores estão comprando de uma determinada ação que você precisa seguir as ações deles. Muito pelo contrário, afinal, cada investidor é único e possui seus próprios critérios e preferências no mercado. Dessa forma, é necessário entender que quando se trata de investimentos, não existe um modelo a seguir. 

Os objetivos dentro desse mercado costumam ser únicos, desse modo, os ativos que servem para sua carteira são os que te colocam mais próximos do seu próprio objetivo. E não necessariamente aquele que todo mundo está falando e comprando. Sendo assim, procure fugir desse tipo de conselho e atitude, para que não seja prejudicado.

2- A segurança do Banco Central

Quando o assunto é como investir com segurança garantindo todo o suporte para seu dinheiro e seus investimentos, não tem como não se lembrar do Banco Central. Isso porque ele se trata de uma autarquia autônoma. O que significa que se trata de uma entidade que procura exercer todas suas funções com plena autonomia.

 Ou seja, sem precisar ficar subordinado a outro órgão público. Pensando dessa maneira, o Bacen como também é conhecido, tem a responsabilidade de garantir a estabilidade econômica do país. Além de toda regulação do sistema financeiro, entre outras funções importantes. Outro ponto importante é que toda instituição financeira brasileira precisa da autorização do Banco Central para poder funcionar, além de ser fiscalizada por ele.

Dessa forma, sabe aquela sua conta corrente no banco? Pois bem, ela também está sob responsabilidade do Bacen. Isso porque ele está sempre de olho para manter sua relação com o banco sempre positiva, justa e equilibrada. Certificando que todos os seus direitos como cidadão estão sendo levados em consideração. 

Caso você decida se tornar um investidor, saiba que esse órgão tão importante também estará presente durante esse processo. Já que as corretoras de valores, entre outras instituições especializadas em investimentos precisam ser autorizadas e fiscalizadas pelo Banco Central. Sendo assim, se encontrar alguma empresa que prometa investimentos com resultados milagrosos e que não seja autorizada pelo Banco Central, já pode desconfiar na hora.

3- Procure fazer bons investimentos

Quem está começando a investir agora e ainda não sabe avaliar com mais detalhes os fundamentos de um negócio. Acaba ficando mais fácil de acompanhar e entender os movimentos de empresas que já fazem parte do seu cotidiano. Isso porque você provavelmente lida o tempo todo com serviços bancários, seguro de vida ou de carro, fazer compras no supermercado e etc.

Se você deseja saber como começar a investir, saiba que existe uma variedade considerável na Bolsa de Valores que é importante ter o conhecimento e saber do que se trata. Além disso, essas informações são importantes para saber exatamente como funcionam os investimentos em ações e em quais situações é possível ganhar e perder dinheiro. Só por esse exemplo, é possível perceber que pode ter uma carteira diversificada para acompanhar seus investimentos com mais facilidade. Isso mesmo que você seja um iniciante no assunto. 

4- Segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)

A segurança dos seus investimentos também tem tudo a ver com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Afinal, essa instituição financeira pode pode ressarcir investidores prejudicados por um banco ou qualquer outra instituição financeira que por algum motivo acabou declarando falência, por exemplo.

Além disso, não é atoa que o Fundo se trata de uma entidade brasileira bastante conhecida por quem já está acostumado a fazer investimentos no mercado financeiro, principalmente quando se trata de renda fixa. Essa instituição não possui fins lucrativos, é de caráter privado e atua de forma independente.  Contudo, não vá pensando que todo mundo está segurado pelo FGC. Para poder contar com toda garantia que ele oferece aos investidores, a instituição financeira que emitiu o título do seu interesse precisa estar associada ao fundo.

Um detalhe importante que nem todo mundo tem conhecimento: Caso você tenha feito um investimento por uma instituição financeira que seja associada ao FGC, ela não poderá deixar de fazer parte do Fundo antes que seu título vença. As regras do Fundo mudaram no ano de 2017, contudo, foi uma mudança positiva. Isso porque agora cada investidor pode ter assegurado até R$250.000,00 por instituição financeira e por CPF, com um limite máximo de R$1 milhão de reais no prazo de quatro anos.

5- Tenha um planejamento financeiro bem definido

Pode até parecer bobagem, mas ter um plano bem definido do que você pretende conquistar com os seus próprios investimentos e seu próprio dinheiro, é fundamental. Isso é importante porque não tendo uma noção pré estabelecida do que você deseja realizar em sua vida, fica mais fácil acabar caindo em algumas armadilhas e colocar tudo para perder.

Além de pré-estabelecer seus objetivos financeiros, é fundamental que você consiga adequar seus investimentos a eles. Ou seja, isso significa buscar oportunidades no mercado financeiro que irão te ajudar a conquistar o que tanto sonha e deseja. Isso independente se o seu sonho  for comprar sua casa própria, comprar imóveis para alugar, fazer viagens pelo mundo ou garantir os estudos dos seus filhos. 

Caso tenha dúvidas, não tenha vergonha de ir em busca de ajuda de um especialista no assunto. Afinal, a opinião de quem realmente entende do assunto e pode te ajudar pode acabar sendo aquela cereja do bolo para fazer seus investimentos conseguirem alcançar o tão aguardado sucesso e resultados positivos.

6- Fuja de promessas vazias – Como investir com segurança

Pode até parecer uma dica bem óbvia, mas não é: Diversas pessoas ainda acabam caindo em um discurso vazio sobre formas de ganhar dinheiro fácil em pouco tempo. Além disso, às vezes a promessa pode acabar sendo bastante tentadora. Contudo, saiba analisá-la com cuidado para não precisar acabar sofrendo com as consequências lá na frente. Pense direito:  Se a fórmula da riqueza já tivesse sido inventada, provavelmente grande parte das pessoas do mundo estariam ricas e a desigualdade seria bem menor.

Normalmente, essas oportunidades falsas acabam favorecendo uma pequena parte das pessoas (geralmente as que criaram ou entraram primeiro no negócio). E consequentemente acabam prejudicando uma parcela bem maior de pessoas que no fim não faziam ideia de que estavam caindo em uma armadilha. 

Contudo, quando acabam se dando conta já é tarde demais. Muito provavelmente você já ouviu falar de alguma história sobre essa, correto? Então esteja atento para não acreditar em quem promete resultados muito grandiosos da noite para o dia. O mais indicado pelos profissionais é buscar por opções de investimentos mais seguros, assim como os que mostramos por aqui. 

Conclusão sobre como investir com segurança

Por fim, se você está entrando agora no universo de investimentos e não sabe como investir com segurança. Como você pode notar ao longo do artigo, existem diversas formas de fazer isso. As principais são pelos modelos de ações mais seguros, como é o caso de investir em ações no Tesouro Direto ou na Bolsa de Valores.

Além disso, o mercado financeiro vive à mercê da sua própria sorte. Como você pode ver no artigo, existem diversos órgãos e instituições financeiras sérias que estão sempre de olho nesse ambiente para se certificar da segurança e de que todos os negócios vão acontecer de forma segura e justa.

Ou seja, caso alguém te ofereça alguma oportunidade de investimento muito tentadora e que não esteja regularizada pelo Banco Central, não arrisque. Isso porque o número de fraudes nesse universo é bem alarmante, por isso, todo o cuidado é pouco.

Navegue

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.